Ser um coach profissional: a importância da formação certificada

Por o 24 Abril 2019

No passado, quando alguém se apresentava como sendo “coach” (tradução literal de “Treinador” em inglês), a resposta mais comum era uma pergunta: “Treinador? De que desporto?”. Hoje em dia, quando o mesmo alguém se apresenta de igual forma,  já conseguimos associar muito mais rapidamente à profissão de que aqui falamos – coach profissional.

Através desta introdução quase caricata percebe-se rapidamente a relevância cada vez maior que o coaching tem na sociedade.

 

Mas, afinal, o que é o coaching?

De forma muito concreta, podemos referir-nos ao coaching como algo que permite aos seus utilizadores melhorarem as suas competências pessoais e profissionais, fazendo-os atingir o pico das suas capacidades.

Como começamos por referir no início do texto, o coaching tem crescido exponencialmente nos últimos anos. E à medida que isto acontece, a importância dos seus profissionais possuírem uma qualificação certificada também tem crescido. Afinal, quantos mais coaches existirem no mundo, mais os clientes se vão focar nas suas qualificações na área para decidirem por qual optar.

 

Coaching Certificado em contexto organizacional

Se olharmos para o interior de uma empresa, uma das tarefas mais complicadas para um gestor é saber motivar os seus colaboradores e orientar as suas capacidades para a função mais adequada e para as tarefas nas quais serão mais úteis. Quando isto é feito por alguém sem qualquer tipo de formação na área de orientação humana, muitas vezes as empresas apercebem-se finalmente que não rendem aquilo que poderiam render.

A formação certificada em coaching é, por esse e muitos outros motivos, excelente para quem tem um papel de liderança numa organização. Com ela, os gestores passam a saber como contribuir de forma efetiva para a satisfação e desenvolvimento dos seus colaboradores, a recrutar e selecionar os melhores candidatos e a aumentar a produtividade das suas equipas. Isto acontece porque o coaching ajuda a desenvolver as capacidades de comunicação e a melhorar as competências de tomada de decisões mais difíceis.

Além disso, ao encontrar-se numa posição de liderança, o gestor consegue também promover mais facilmente uma cultura de coaching por toda a empresa, o que a longo prazo trará grandes benefícios e um maior rendimento para a organização.

 

As vantagens da formação qualificada

Também para quem faz do coaching executivo uma profissão, conseguir uma qualificação certificada nesta área traz inúmeras vantagens. Desde logo, o simples facto de possuir uma certificação permite que obtenham uma remuneração superior pelo serviço de qualidade (e certificado) prestado. Isto porque um cliente está mais predisposto a pagar a alguém que realmente tenha qualificações de excelência no tema do que a quem não tem qualquer tipo de formação.

Tal como em todas as outras áreas profissionais, o cliente procura sempre o profissional que estiver mais preparado para satisfazer as suas necessidades. E esta preparação só se consegue tornar mais completa com um curso profissional e certificado em coaching.

 

De acordo com um estudo realizado pela International Coaching Federation (ICF) em 2017, 83% das pessoas que procuram este serviço, requerem que os coaches estejam certificados.

 

Outra vantagem que a formação qualificada traz é ao nível do networking,  devido aos conhecimentos e contactos na área. E no mundo profissional os contactos que fazemos são extremamente importantes.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Programa de formação de Coaches profissionais - Nível Inicial

/5 - Voir tous les avis

Outra publicação do mesmo tema

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe