Como o coaching executivo pode ajudar a desenvolver a inteligência emocional

Por o 13 Dezembro 2018

A inteligência emocional é uma das principais características de um perfil líder que, confrontado com determinadas situações, recorrerá a esta aptidão para manter a positividade e a eficiência no local de trabalho.

Colaboradores que evidenciem melhores níveis de inteligência emocional são descritos, pelos respetivos empregadores e clientes, como pessoas que compreendem e sabem gerir as suas emoções. Mais facilmente evidenciam empatia com quem lidam e demonstram mais capacidade para gerir conflitos no ambiente de trabalho.

 

A inteligência emocional está igualmente associada a uma maior flexibilidade perante mudanças inesperadas, algo cada vez mais valorizado face o atual dinamismo dos mercados.

Segundo o psicólogo Daniel Goleman, autor do livro “Emotional Intelligence: Why It Can Matter More Than IQ”, todos somos julgados de maneira diferente em ambiente de trabalho, sendo que ter inteligência emocional é, hoje, mais importante que nunca. O autor afirma que a experiência e as competências técnicas podem até ser determinantes para o crescimento da carreira, mas é a inteligência emocional que define o sucesso de alguém.

Um dos segredos é desenvolver a autoconsciência, isto é, a capacidade de introspeção que, por sua vez, pode ser adquirida com o auxílio do coaching executivo.

Dois investigadores da Universidade de Harvard, Goleman e Richard Boyatzis, divulgaram um estudo, no qual são apresentadas medidas concretas para avaliar a inteligência emocional de um colaborador. O artigo, designado por The Emotional Social Competency Inventory (ESCI), é citado por inúmeras publicações e usado por várias organizações, como forma de construir equipas mais eficientes e um melhor ambiente laboral.

Como demonstrar mais inteligência emocional no dia-a-dia?

Reflita:

Dedique algum tempo do seu dia para refletir sobre a emoções que, geralmente, tem no local de trabalho. O que sente quando um colega discorda da sua opinião? Qual a sua reação perante um e-mail desagradável ou quando o seu chefe não valoriza o seu trabalho?

Envolva-se:

Estar interessado naqueles com quem trabalha mostra empatia. Questione os seus membros de equipa sobre como estão a correr os projetos com os quais estes estão a trabalhar e ouça, com atenção, as suas respostas.

Assuma outra perspetiva:

Converse com outros. Conhecer diferentes perspetivas pode permitir que interprete uma eventual situação de conflito de maneira mais leve. O coaching executivo tem-se tornado um método privilegiado na promoção da inteligência emocional dentro das empresas. Dependendo do indivíduo, um profissional de coaching consegue desenvolver, em cada um, aptidões associadas à inteligência emocional que, tipicamente, são a autoconsciência e as aptidões e competências sociais.

A isto se pode dever a popularidade do coaching entre aqueles que seguem a carreira de psicologia. Apesar de que, com o surgimento da certificação profissional, o coaching já é do domínio de muitos outros grupos profissionais.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Programa de formação de Coaches profissionais - Nível Inicial

/5 - Voir tous les avis

Outra publicação do mesmo tema

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe