Como usar o coaching para ser um melhor líder

Por o 13 Novembro 2019

Os melhores líderes não são os que dão conselhos, mas os que aplicam os conceitos de coaching junto dos colaboradores – esta é a conclusão dos autores do estudo da Harvard Business Review sobre a liderança. Ao contrário do que muitas posições de chefia pensam, dizer a um colaborador o que fazer não é considerado coaching. De facto, este conceito ainda não é bem compreendido em muitas empresas – durante a investigação, quando foi pedido que atuassem como coaches, muitos managers atuaram antes como consultores, pois preferiram dar um conselho ou entregar uma solução, não permitindo assim que o colaborador chegasse sozinho à resolução do problema.

Um líder sem competências de coaching terá muitas mais dificuldades em identificar as reais capacidades de um colaborador. De acordo com este estudo, o coaching, quando bem aplicado, permite uma liderança muito mais eficaz, pois ajuda a maximizar o potencial de performance de cada coachee.

 

 

Torne-se um líder mais eficiente

Apesar de não ser necessariamente negativo dar conselhos, os melhores líderes são aqueles que apoiam os recursos humanos na definição dos objetivos, oferecem feedback construtivo e têm uma escuta ativa.

Abaixo, indicamos três mudanças que pode implementar na sua empresa para se tornar cada vez mais um líder melhor:

  • Apresente os objetivos da empresa a todos os colaboradores

Ao determinar uma linha de ação direcionada a um resultado em concreto, toda a equipa irá trabalhar nesse sentido, o que resultará na promoção de uma união interna.

  • Reflita antes de dar feedback

Tenha em atenção o ponto de vista e a personalidade da pessoa com quem irá comunicar, mas sem deixar de ter em conta o seu próprio mindset. Ou seja, avalie se está disponível emocionalmente antes de partilhar a sua opinião. Seja positiva ou negativa, o que importa é que seja construtiva.

  • Tenha a sensibilidade adequada ao partilhar o seu input

Se pretende fortalecer a relação colaborador-chefe, é importante que, mesmo quando critica, o faça através da compreensão e de forma gentil. Desta forma, quem recebe a mensagem, poderá entender que está a ajudá-los a crescer enquanto profissionais, em vez de os denegrir.

 

Como podem as organizações aprender com este estudo?

Primeiro, oferece uma base para a definição da abordagem de liderança numa empresa e em que aspeto o coaching pode ser integrado. Além disso, reforça a noção de que os coordenadores devem ter a possibilidade de treinar como coaches num ambiente seguro antes de trabalhar com as suas próprias equipas.

Por último, é aconselhado ouvir feedback da parte de especialistas da área para avaliar se as ferramentas estão a ser aplicadas corretamente e que oportunidades podem existir que possam não estar a ser aproveitadas.

Desenvolver as competências do coaching  implica uma aprendizagem contínua – os líderes podem não saber como funciona ou se aplica o coaching, mas podem sempre aprender.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Programa de formação de Coaches profissionais - Nível Inicial

/5 - Voir tous les avis

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe