O que é, afinal, o coaching?

Por o 17 Maio 2019

Apesar de ser um tema que é atualmente bastante falado na nossa sociedade, o coaching, talvez devido ao facto de ser um espaço de trabalho ainda muito novo e que, por vezes, é descrito com as definições erradas, continua a ser uma área mal interpretada por muitos.
 

Na verdade, o coaching pode ser visto como um processo que ajuda uma, ou várias pessoas, a atingir o seu potencial máximo em determinada área, seja no trabalho ou na sua vida pessoal, tendo em conta os objetivos propostos.

 

 
Tal como dito acima, pode ser aplicado com pessoas singulares ou a um grupo de indivíduos tal como em equipas ou organizações. O primeiro tem o nome de coaching pessoal e o último é chamado de coaching executivo.

O coaching para organizações

O coaching é então a técnica ideal para motivar e maximizar o potencial de um grupo de trabalho numa empresa. A missão do coach é, a médio prazo, fazer com que os elementos de uma organização consigam atingir os objetivos que foram previamente definidos com os responsáveis da mesma, aumentando não só a sua produtividade e o seu crescimento na empresa, como também a qualidade e satisfação dos funcionários no seu dia-a-dia laboral.

Este incremento de produtividade, motivação e satisfação dos colaboradores resulta, na maior parte das vezes, em rendimento e lucro para a organização. Através desta rápida reflexão, percebe-se facilmente a importância que o coaching executivo pode ter para o sucesso de uma companhia.
 

O coaching num setor pessoal

Num âmbito mais individual, o coaching tem por principal objetivo melhorar de alguma forma a qualidade de vida e as capacidades que o coachee – individuo que está a passar pelo processo de coaching – já possui.

Trabalhando em áreas como a satisfação, ou a falta dela, e a criatividade de um indivíduo, o coaching permite também ultrapassar situações difíceis quando estas acontecem ao dotar a pessoa das melhores competências para as superar.

Da mesma forma, tal como no coaching executivo, são estabelecidos objetivos no início do processo que têm de ser atingidos a dada altura. É função do coach ajudar o coachee a chegar lá.
 

Mitos e Verdades sobre o coaching

Sendo uma área ainda em evolução na sociedade e que sofreu um crescimento exponencial nos últimos anos, a informação que é passada sobre ela, por vezes, não corresponde à realidade. Pelo menos não inteiramente.
 

  • Acha-se muitas vezes, por exemplo, que o coaching só deve ser aplicado a pessoas que estejam com algum tipo de problema. Não necessariamente, afinal este procedimento serve também para levar alguém a atingir o seu potencial máximo em determinada área, não tendo a pessoa de estar necessariamente em dificuldade.
  • Da mesma forma, a finalidade do coaching não é tornar as pessoas felizes, embora isso seja uma consequência normal do procedimento. O principal objetivo deste processo é motivar pessoas ou equipas para que consigam atingir determinados objetivos.
  • Outra conceção errada é que o coaching só pode ser efetuado por um psicólogo ou um terapeuta. Na verdade, vários são os profissionais desta área sem qualquer formação em psicologia. O coaching é uma área distinta e os seus profissionais devem ter uma formação própria.

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Programa de formação de Coaches profissionais - Nível Inicial

/5 - Voir tous les avis

Outra publicação do mesmo tema

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe