Concretizar objetivos extraordinários, importantes e significativos

Por o 26 Fevereiro 2016

Como pode o coaching ajudar um profissional numa empresa, seja um quadro de topo, quadro médio ou nível de suporte à gestão? O coaching é a mais poderosa prática para desenvolvimento do pensamento criativo mas não trata de resolução de problemas, nem sequer procura a prossecução de objetivos.


Coaching – Concretizar objetivos extraordinários, importantes e significativos

 

Blog-Coaching-680x250

Num paradigma empresarial verdadeiramente sustentável, o que é bom para a empresa é bom para os seus profissionais e o que é bom para os seus profissionais é bom para a empresa. Só os maus gestores (e aqueles que gerem negócios de curto prazo) se podem permitir, agora, trabalhar em ambientes empresariais que não visem a harmonia destas duas dimensões, como base estruturante de desenvolvimento.

 

 

Coaching e criatividade

O coaching é a mais poderosa prática (processo/metodologia) para desenvolvimento do pensamento criativo, e a criatividade é atualmente a metacompetência mais vital para as empresas (senão para a própria humanidade) em ambientes de incerteza e de mutação constantes.

Ainda o mundo empresarial não se adaptou ao declínio do “trabalhador manual”, em termos de capacidades para criação de valor agregado, e da necessária adaptação do ambiente laboral para aproveitar a tremenda capacidade de criação de valor do “trabalhador do conhecimento”, e já tem de adaptar-se a uma nova mudança, bem mais desafiante: preparar-se para acolher e manter o novo “trabalhador criativo” e para extrair o ilimitado potencial para criação de valor, a nível individual e coletivo, que o pensamento criativo agora oferece.

O “trabalhador do conhecimento” pensava em termos de resolução de problemas, num paradigma de diagnóstico e solução. No atual mundo empresarial, para além da existência dos vários problemas que exigem “resolução imediata”, acrescem alguns novos: começam a surgir problemas em que os antigos métodos de diagnóstico não são totalmente aplicáveis e, por outro lado, surge a  consciência de que o desejo de voltarmos a ter os mesmos problemas (para os quais existem soluções) não poderá ser satisfeito a médio/longo prazo. No topo das estruturas, começa a revelar-se a consciência da insustentabilidade dos atuais modelos de negócio e da urgência da criação de outros que permitam responder aos novos requisitos económicos, comunitários, sociais e ecológicos.

 

“O coaching é sobre aprendizagem”

O coaching não trata de resolução de problemas, nem sequer procura (na sua forma mais pura) a prossecução de objetivos. O coaching é sobre aprendizagem.  Através do coaching a pessoa aprende acerca do seu modo particular de concretização de objetivos extraordinários, importantes e significativos, de modo autónomo, sustentável e em realização pessoal. Independentemente da posição do individuo na estrutura, quanto maior o potencial individual, maior o potencial de retorno do coaching.

 

In Revista Human, edição de fevereiro 2016.

 

 

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Programa de formação de Coaches profissionais - Nível Inicial

/5 - Voir tous les avis

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Avatar

natalina bertini soares de menezes miguel Desde 4 anos

Gostaria de fazer cursos de coaching

Resposta

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe