A Ética em Coaching

Por o 16 Novembro 2015

A ICF internacional aprovou no passado mês de junho um novo Código de Ética e já disponibilizou o documento oficial no seu site internacional. Neste artigo abordamos o tema da ética em coaching de modo muito pragmático, através de situações específicas e concretas e tomemos como referência esta nova estrutura do “Código de ética da ICF” para refletirmos sobre uma pergunta relacionada com executive coaching.


A Ética em Coaching

 

 

A ICF internacional aprovou no passado mês de junho um novo Código de Ética e já disponibilizou o documento oficial no seu site internacional. O documento poderá ser consultado aqui.

A ICF Portugal disponibilizou também uma versão traduzida no seu site.

 

Organização do novo Código de Ética

O novo Código de Ética contém 28 alíneas e está organizado da seguinte forma:

  • Parte Um: Definições
  • Parte Dois: Os Padrões ICF de Conduta Ética
  • Parte Três: O Juramento de Ética da ICF

 

Parte Um: Definições

Aqui encontra as definições de:

  • Coaching
  • Coach ICF
  • Relacionamento profissional de coaching
  • Papéis na relação de coaching
  • Cliente
  • Patrocinador
  • Estudante
  • Conflito de interesses

 

Parte Dois: Os Padrões ICF de Conduta Ética

  • Secção 1 – Conduta Profissional, no geral
  • Secção 2 – Conflitos de Interesse
  • Secção 3 – Conduta Profissional com os Clientes
  • Secção 4 – Confidencialidade/Privacidade
  • Secção 5 – Desenvolvimento Contínuo

Parte Três: O Juramento de Ética da ICF

Aqui encontra um juramento do coach credenciado pela ICF, no que diz respeito às obrigações éticas e legais para com os clientes, os patrocinadores, os olegas e o público em geral, bem como o cumprimento do Código de Ética da ICF.

 

Lançamos aqui o desafio de abordarmos o tema da ética em coaching de modo muito pragmático, através de situações específicas e concretas, tomemos então como referência esta nova estrutura do “Código de ética da ICF” para refletirmos sobre a pergunta deste artigo.

 

A nossa segunda proposta de pergunta, poderá ser particularmente importante para quem se move no mundo do “executive coaching”:

Estou a acompanhar, através de um processo de “executive coaching”, um Diretor de uma multinacional e fui convidado, pelo Departamento de RH, para iniciar um processo de coaching ao seu superior hierárquico.

Pergunta: posso aceitar este novo processo sem referir ao meu coachee que vou fazer coaching ao seu chefe?

Resposta: Pode sim!

 

Apesar de ser uma situação com potencial para a ocorrência de conflitos de interesse, nada nos diz, à partida, que eles surgirão de facto. Assim, enquanto o coach achar que pode manter a sua objetividade e rigor profissional na condução dos processos, nada haverá a apontar em termos éticos ou deontológicos. Se durante o decorrer dos processos de coaching surgirem situações que desafiem esta objetividade de atuação (como conflitos, despedimento, questões legais, etc), o coach deverá reavaliar se tem condições para dar continuidade aos processos ou se terá de se afastar.

 

Aplica-se, neste caso, o ponto 13 da secção 2 – Conflitos de Interesse, onde se refere que “Procurarei estar consciente de qualquer conflito de interesse, real ou potencial, e revelarei abertamente qualquer conflito que ocorra, e afastar-me-ei voluntariamente quando tal ocorrer”.

 

Porém, a pergunta que aqui colocámos revela outro desafio ético relacionado com o domínio da confidencialidade, ponto 24 da secção 4 – Confidencialidade/Privacidade, “Manterei nos mais estritos níveis de confidencialidade, todas as informações do cliente e do patrocinador, salvo nas situações requeridas por força de lei aplicável”. Só poderei revelar que vou fazer coaching ao chefe do meu coachee, se o seu chefe mo permitir.

 

Quer desafiar a nossa reflexão com perguntas criativas neste domínio?

 

Para saber mais sobre este tema, recomendamos a formação CEGOC Programa de formação de Coaches profissionais - Nível Inicial

/5 - Voir tous les avis

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Avatar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva o Blog

For security reasons, JavaScript and Cookies must be enable in your browser to subscribe